Concurseiro iniciante: evite 5 erros no primeiro concurso

Tempo de leitura: 6 minutos

Entre os recém-formados, a busca por concursos públicos vem crescendo a cada dia. Se antes muitos pais ensinavam e estimulavam seus filhos universitários a conseguirem uma posição de sucesso em empresas privadas, hoje cresce o número de pais que se empenham em custear para seus filhos cursos preparatórios para concursos.

O concurseiro iniciante tem muitos sonhos e almeja alcançar rapidamente sua colocação, e ele tem muitos motivos para isso.

A estabilidade, os salários ou o desejo de seguir uma determinada carreira federal ou estadual são atrativos suficientes na busca por emprego ou colocação no mercado de trabalho. Entretanto, a ansiedade pode levar muitos concurseiros ao fracasso.

Conheça agora os principais erros cometidos por concurseiro iniciante ao tentar seu primeiro concurso público e livre-se deles!

Não ter disciplina e planejamento na hora de estudar

Todo estudo requer disciplina e planejamento ― e isso não é uma novidade ―, mas a falta dessa postura na rotina de um concurseiro iniciante é um erro muito comum.

Pode haver uma tendência em focar os estudos inicialmente apenas nas matérias que tem mais facilidade, pois o tempo parece ser bem mais proveitoso quando se está estudando aquilo que se gosta.

Ao fazer isso, as matérias em que se tem dificuldade podem ficar de lado e para última hora, o que prejudica o desempenho geral na hora da prova. Além disso, muitos decidem descansar na última semana para ter um tempo de relaxamento antes do dia da prova, o que pode ser uma atitude negativa.

Criar um programa de estudo que abrange todas as disciplinas apontadas no edital ― incluindo a resolução de provas já aplicadas em anos anteriores ― é uma ação importante para conhecer a banca examinadora, identificar os pontos fortes e fracos que se tem em cada disciplina e medir o tempo gasto para concluir uma prova no mesmo estilo.

Fazer resumos de todo o conteúdo para ler na última semana e revisar as matérias também ajuda a manter o foco e a concentração para a prova.

Escolher material inadequado para o estudo

A inscrição em um curso preparatório faz toda diferença nos estudos para prestar concursos públicos, mas somente isso não é suficiente. O concurseiro iniciante poderá imaginar que acompanhar as aulas com regularidade, por si só, fará com que ele obtenha sucesso.

Mas é preciso também separar um tempo todos os dias para estudar em casa e rever o conteúdo ensinado no curso. E ter um bom material complementar ajudará bastante nessa tarefa.

Os livros acadêmicos não são as melhores ferramentas de estudo para os concursos, pois não têm direcionamento adequado para o concurseiro. Por isso, escolher um material bem estruturado e direcionado para concursos que trate de todas as disciplinas exigidas será um importante auxílio para não se esquecer de estudar todos os temas contidos no edital.

Não ler o edital em sua totalidade

O concurseiro iniciante cometerá um erro grave caso ignorar a leitura completa do edital. Nesse documento, constam os dados descritos de cada cargo, seus respectivos salários, a jornada de trabalho, o tempo de validade do concurso e o conteúdo que será cobrado em todas as disciplinas.

Ler o edital e anotar todas as orientações é essencial para não perder a prova por deslizes pequenos como, por exemplo, esquecer os objetos solicitados para levar consigo no dia da prova ou deixar de estudar alguma disciplina por não saber que seria uma exigência descrita no edital.

Escolher o concurso com base apenas na remuneração ou no nível exigido

Os concursos atraem muitos olhares pela estabilidade e remuneração que proporcionam. Uma prática comum do concurseiro iniciante é escolher o concurso e o cargo pelo salário oferecido ou pelo nível exigido. Muitos escolhem o nível médio ou os altos salários, mas a avaliação precisa também levar em conta a aptidão que a pessoa tem para assumir determinado cargo.

Antes de fazer a sua inscrição, o mais correto é avaliar se há interesse real pela área de atuação e conhecer exatamente qual o trabalho que deverá exercer em caso de aprovação.

Ser aprovado em um concurso é a grande vitória para o concurseiro, mas trabalhar todos os dias em uma atividade que não há alegria em desempenhar é frustrante e desanimador.

Desconhecer a empresa organizadora do concurso

Todos os concursos são organizados por empresas que estão há alguns anos atuando na prestação desse tipo de serviço. O concurseiro iniciante pode não conhecer a maioria delas, mas é muito importante que busque informações.

Cada empresa tem uma forma de conduzir a avaliação e o esquema de pontuação. Saber qual empresa organizará o concurso escolhido dará ao concurseiro informações prévias para se preparar melhor. Veja as características de algumas delas.

O CESPE/UnB (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília) é responsável por concursos de âmbito federal e estadual e exige do candidato capacidade de interpretação. As questões são, em sua maioria, do tipo certo ou errado. A banca ainda considera que cada resposta errada anula uma correta.

A FCC (Fundação Carlos Chagas) organiza concursos federais, estaduais e municipais com questões de múltipla escolha e sem fator de correção.

A ESAF (Escola de Administração Fazendária) é a organizadora que estrutura as provas com maior complexidade e está ligada ao Ministério da Fazenda.

A inscrição em um concurso público pode levar muitos candidatos a uma rotina cansativa e cheia de afazeres. Saber lidar com a insegurança, o medo de arriscar e fatores que são decisivos para a desistência pode contribuir para a realização do grande sonho.

Ter hábitos saudáveis de alimentação, estabelecer horários e organizar as tarefas do dia a dia pode minimizar o stress provocado pela falta de ordem e ansiedade.

O cuidado e a determinação em não cometer os erros que citamos neste post podem dar ao concurseiro iniciante as condições necessárias para alcançar o sucesso desejado.

Para obter informações completas sobre a melhor maneira de se preparar para o seu primeiro concurso, baixe o e-book “Guia definitivo para estudar para o primeiro concurso” e aproveite todas as dicas!

Concurseiro iniciante: evite 5 erros no primeiro concurso
Avalie esta postagem

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.