Estou amamentando, como fazer a prova?

Tempo de leitura: 6 minutos


Reviewed by:
Rating:
5
On 09/01/2017
Last modified:10/03/2017

Summary:

Passar em um concurso público é sinônimo de estabilidade financeira e, em muitos casos, pessoal. Porém, cada vez mais pessoas conseguem ver os benefícios desse tipo de trabalho e se esforçam para passar, tornando a prova mais concorrida a cada dia que passa.

Qualquer um pode realizar o concurso, desde que se encaixe nos parâmetros estabelecidos pelo órgão pela qual vai prestar o concurso, o que está definido nos editais do concurso a ser concorrido. Mães que estão amamentando, por exemplo, podem, sim, fazer a prova do concurso.

Entretanto, é necessário ter em mente que será preciso alguns cuidados para que você consiga realmente lidar com a prova e com a amamentação de seu filho, pois fazer um teste para concurso público pode ser estressante e exaustivo, o que pode fazer muito mal para quem está dando de mamar.

Isso não quer dizer que seja impossível conseguir conciliar as duas tarefas, mas requer um pouco de cuidado e de atenção com alguns detalhes que podem passar despercebidos e que podem te atrapalhar no momento em que for realizar o exame.

Como é realizar o exame de concurso público amamentando

Todas as mães que estão amamentando, como já citado anteriormente, tem direito a realizar o concurso, independentemente de qual seja ele. Entretanto, no momento de sua inscrição, deve-se ler atentamente o edital para saber qual o procedimento correto para poder amamentar o filho sem problemas.

Na maioria dos casos, você leva o seu bebê para o local da prova e, juntamente, leva um acompanhante, que pode ser o pai da criança, a avó ou outra pessoa que confia e que saiba dos trejeitos do pequeno e que possa te chamar nos momentos certos para amamentar.

Dessa forma, quando a pessoa notar a necessidade de amamentação, um fiscal vai até a sala em que a mãe está realizando a prova, chama ela de maneira discreta, sendo que ela deve sair da sala e se dirigir até o local em que está o bebê, amamenta-lo e depois voltar para a prova normalmente.

Entretanto, de acordo com mães que já passaram por esse tipo de situação, é necessário ter uma boa coordenação do tempo para realizar a prova com o tempo despendido para a amamentação e calcular de maneira mais próxima possível a quantidade de vezes que vai sair da sala e o tempo levado para isso.

É importante saber, também, que o tempo para realização da prova é o mesmo para todos os candidatos, mesmo para as mamães que estão dando de mamar, por isso, coordenar esse tempo é essencial para fazer uma boa prova, de modo a conseguir responder a todas as questões e ao mesmo tempo conseguir cuidar de seu filho.

De acordo com os depoimentos, as mães ficam mais tranquilas, pois sabem que há alguém cuidando do bebe, ao mesmo tempo que sabem que podem parar a qualquer momento caso haja a necessidade de checa-lo e de amamenta-lo, o que lhes dá mais segurança na realização da prova.

As exigências de acordo com o edital

Dependendo do tipo de concurso a ser realizado, e também dependendo de qual órgão está realizando o mesmo, há um diferente tipo de edital com as suas exigências para todo o tipo de pessoa que está prestando o concurso, e não é diferente com as mães que estão em período de amamentação.

Por isso, fique atento as exigências de cada um. Houve um caso em que, no edital de curso realizado pela Vunesp, havia a necessidade de autorização previa para levar acompanhante e o bebe, porém, nesse caso específico, a mãe conseguiu autorização no dia, mesmo sem se atentar ao que estava escrito.

Portanto, é necessário estar atento a todas as regras presentes nesses editais, pois dependendo do caso e de quem estiver fiscalizando a prova no dia, pode ser que você consiga ou não realizar a prova de maneira a se sentir segura em relação ao seu bebê e a quem está cuidando dele.

O direito de realizar a prova ainda não é garantido pela Constituição do país. É necessário, na maioria das vezes, enviar para o órgão uma carta do médico ou a certidão de nascimento de seu filho para poder realizar a prova.

A mãe, na maioria das vezes, é colocada em uma sala que é estipulada para pessoas portadoras de necessidades especiais, sendo que aquelas que também não levarem acompanhante serão impedidas de realizarem a prova, não podendo ficar com o bebê na mesma sala em que estão.

Quais as maiores dificuldades, segundo essas mães?

A realização da prova, por si só, já é um enorme desafio. Para uma mãe, enquanto está amamentando, então, nem se fala. Entretanto, o mais curioso é que, para elas, o dia da prova não é o mais estressante, mas sim todos os outros dias que a antecedem.

A preparação pode ser um dos momentos mais difíceis para as novas mães, pois, segundo pesquisas, as mães têm mais dificuldades de lidar com esse momento pelo fato de ser exaustivo e de ter que levar o recém-nascido para diversos lugares, como, por exemplo, o curso preparatório.

Outro ponto é o de que, mesmo se estiver estudando em casa, a mãe deve parar caso haja algum problema com o bebê, como dores, fome, para trocar as suas fraldas e até mesmo para dar a atenção e o carinho diários, que são extremamente necessários.

Mesmo com ajuda, essa pode ser uma tarefa muito cansativa, pois além de ter que lidar com o bebê, a mãe tem que encarar o fato da prova ser muito concorrida e difícil, necessitando de toda a atenção do mundo para estudar as mais diversas matérias que caem nesse teste e ainda por cima se preparar psicologicamente.

Uma boa dica para quem ainda está grávida e que quer prestar um concurso público é se dedicar ao máximo no momento da gravidez aos estudos para que, quando o seu bebê nascer, você tenha maior disponibilidade para cuidar de suas necessidades e ainda assim se sinta segura em relação ao teste.

Comentários

comentários

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.