Como escolher e quais as carreiras com mais oportunidades nos concursos

Tempo de leitura: 6 minutos

Quando se pensa em prestar um concurso público, vários fatores pesam na escolha. Um dos principais chamarizes, sem dúvida, é a remuneração oferecida. Mas você não deve basear a sua escolha somente no alto salário. Há vários elementos a observar antes de eleger a sua vaga preferida.  

Não pode ser por conta dos altos rendimentos ou unicamente pela estabilidade do emprego que você vai sair se inscrevendo em tudo que é concurso público 

E olha que vaga é o que não falta. São muitas oportunidades nos três poderes da República, em todas as esferas de governo e nos diversos órgãos, entidades e empresas estatais que, fica mesmo difícil de escolher. 

 

  • O que você gostaria de ser? 

Em primeiro lugar, responda: em que você tem aptidão? Porque nada mais chato do que trabalhar no que não gosta, não é verdade? Escolha uma carreira que você goste, que tenha afinidade e que, acima de tudo, tenha prazer em trabalhar. 

Fazendo o que gosta, você será mais feliz, terá um desempenho melhor e poderá subir degraus, alcançando os cargos mais altos e de maior reconhecimento. O salário não compensa seu bem-estar, portanto, quando for escolher uma carreira via concurso público, não hesite, escolha pelo o que você realmente gosta, e se vê fazendo daqui a alguns anos. 

Se você elaborar um bom plano de estudos e tiver foco para alcançar seu objetivo, pense que daqui um tempo você pode estar trabalhando em algo que nada tem a ver com o seu perfil e personalidade, e ainda vai descobrir que perdeu tempo focando na carreira errada. 

Então, sua primeira tarefa antes de prestar um concurso público é definir o seu trabalho, para depois, com todo afinco, se dedicar a ele. 

 

  • Devo considerar os benefícios na hora da escolha? 

Evidente que sim. Os benefícios vão ter um peso na hora de escolher o concurso público a prestar. Mas como eu disse antes, não deve ser o alicerce da escolha. 

Os benefícios serão decisivos quando estiver em dúvida em duas ou três vagas. Podem ser o fiel da balança na escolha. 

 

  • O que mais considerar para escolher o concurso público ideal? 

Bom, abaixo eu vou citar algumas dicas para tentar tirar as dúvidas da sua cabeça: 

  1. Você se enxerga como um funcionário público? 

Essa resposta deve ser sim, e sem pestanejar. Faça comparações entre as carreiras públicas e privadas, crescimento profissional, salários e onde há mais oportunidades. Essa comparação prévia pode evitar frustração futura. 

  1. Tenha conhecimento de todas as áreas antes de definir 

Existem vagas nos âmbitos federal, estadual e municipal. Cada um tem uma especificidade. Veja editais e funções de acordo com o cargo. Alguns requerem mudança de endereço, você estaria disposto a isso? Analise bem. 

Além das esferas, você também deve ter o mínimo de conhecimento sobre todas as áreas, seja policial, administrativa, previdenciária, bancária, específicas, jurídicas, saúde, planejamento, entre outras. Veja a que mais se adéqua ao seu perfil, isso facilitará a sua escolha. 

Consulte as matérias e funções que terá que desempenhar ao assumir o cargo. Você se imagina fazendo isso? 

  1. Quais as funções que desempenhará? 

Analise bem as atribuições da função e veja se tem vocação para isso. De nada adianta querer ser um bancário se não gosta de lidar com o público. Faça testes vocacionais se entender necessário. 

  1. Esteja preparado antes mesmo do edital 

Se você já começa a estudar antes mesmo do edital, você, teoricamente, ainda terá um tempo para mudar de ideia em relação à vaga. Além do mais, as matérias cobradas são basicamente as mesmas de concursos anteriores. Você consegue até realizar exames anteriores e verificar o seu nível. Se preparando antes, você terá vantagem em relação aos seus concorrentes. 

  1. Tenha certeza de que você atende as exigências mínimas 

Para algumas funções são exigidas algumas especificações, seja de formação, experiência ou física. Atenha-se para não ser reprovado já na inscrição. 

Verifique também eventuais pontuações que possam ser somadas ao seu exame em decorrência de especializações, certificações, etc. são as chamadas provas de títulos. Não deixe para última hora, tenha sempre seus documentos organizados. 

  1. Se não tiver tempo para se dedicar como deve, faça concursos públicos menos concorridos 

Essa é uma estratégia utilizada por muitos concurseiros, uma espécie de trampolim. Para um cargo na Receita Federal, por exemplo, a dedicação tem que ser quase que integral, e se você trabalha diariamente, isso fica mais difícil. Então, alguns prestam concurso para instituições bancárias, que tem menos concorrência, e uma jornada de trabalho menor. Sem contar que também estará adquirindo experiência. 

E, já ocupando a nova função, você retorna aos estudos em busca do objetivo principal. 

 

  • Veja algumas áreas que mais oferecem oportunidades para nível superior 

Direito – uma das áreas que mais contrata, desde prefeituras até os tribunais. São várias as oportunidades, e normalmente, com bons salários. Analista jurídico, procurador, delegado, promotor de justiça, são alguns dos cargos que os formados em direito pode ocupar. 

Administração – também oferecem oportunidades de bons salários. Atende a exigência para carreira de analistas do TRE. Mas terá uma maior concorrência em algumas vagas, por essas não exigir formação específica em administração, abrangendo para todos que tenham curso superior completo. 

Saúde – também necessário em todas as esferas, independentemente do porte. São contratados por especialidade, odontologista, pediatra, psiquiatra, etc. Também tem vantagem em relação à jornada de trabalho e ótimos salários. 

Educação – na esfera municipal se encontra o maior número de oportunidades. Alguns cargos exigem especialidade, como pedagogia ou literatura. Há números que comprovam uma menor concorrência entre o Magistério. 

 

  • Concursos públicos que oferecem os maiores salários 

Não necessariamente nessa ordem, mas são os que mais remuneram, confira: Receita Federal, Ministério da Fazenda, Polícia Federal, Banco Central, Ministério Público do Trabalho, Tribunal Regional Federal, Tribunal Regional do Trabalho, Senado Federal, Câmara dos Deputados, Defensoria Pública da União, Tribunal de Contas da União, Controladoria Geral da União, Advocacia Geral da União, Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, Ministério Público da União e Agência Brasileira de Inteligência. 

 

Como disse Benjamim Franklin, “Aquele que tem uma profissão tem um bem, aquele que tem uma vocação tem um cargo de proveito e honra”, então, pesquise e veja sua afinidade com o assunto. 

 

Resumindo, quando for fazer a escolha da carreira, envolva todas as variáveis possíveis: vocação, rendimento, benefícios, localidade, requisitos mínimos, oportunidade de crescimento, probabilidade de ser aprovado, a afinidade com o cargo e o assunto que tratará ao longo da carreira, horários, privilégios, etc. Assim, você evita errar na seleção do concurso público que deve prestar. 

Força, foco, determinação e boa sorte! 

Como escolher e quais as carreiras com mais oportunidades nos concursos
Avalie esta postagem

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.