É possível saber a nota de corte de outras edições do concurso público?

Tempo de leitura: 6 minutos


Reviewed by:
Rating:
5
On 08/07/2017
Last modified:08/07/2017

Summary:

Muitas pessoas tem o sonho de conseguir virar um servidor público. Por isso, é cada vez maior o número de pessoas que buscam fazer provas de concurso público. Uma das dúvidas das pessoas fica por conta da nota de corte, que é a pontuação mínima que você precisa alcançar durante o processo de um concurso público, para que você consiga estar dentro do limite das pessoas que estarão aptas a concorrer por uma determinada vaga.

As dúvidas em torno da nota de corte, vão desde saber como tentar fazer uma conta para ter mais ou menos uma ideia da sua nota final, além disso as pessoas também querem saber se é possível saber a nota de corte de outras edições das provas do concurso público e por fim as pessoas não conhecem algumas regras estipuladas por órgão que comandam e regularizam as provas de concurso público.

Por isso, a partir de agora você vai saber de tudo sobre os detalhes que envolvem as provas do concurso público. Com as dúvidas respondidas você vai poder se concentrar e ficar mais relaxada durante os seus estudos que visam realizar uma boa prova para conseguir conquistar uma vaga no certame público que é tão concorrida.

Lei em volta da nota de corte

Uma das grandes dúvidas das pessoas é sobre as questões relacionadas a nota de corte, uma pergunta frequente das pessoas que estão se preparando para fazer uma prova de concurso público, é sobre a questão das leis e as regras sem torno da nota de corte.

Uma regra que poucas pessoas conhecem é que não se pode mudar a nota de corte durante o processo de uma prova de concurso público. Portanto, se no edital da vaga em que você estiver se candidatando estiver um valor para nota de corte você pode ter certeza que está nota estará até o final dos processos das provas para determinada vaga de concurso público. Isso é uma regra até simples que muitas pessoas não conhecem, porém, esta lei ficou mais evidente depois de um problema na região de Rondônia.

Na ocasião a vaga de promotor de Justiça substituto para esta localidade, teve uma mudança simples no edital, mas que causou muito problema e fez com que os candidatos fossem até o Superior Tribunal Regional para conseguirem manter seus direitos. O que aconteceu foi que durante a publicação do edital para esta vaga, o documento falava que a nota de corte para este concurso público era de valor 5 para a primeira parte da prova e 6 para a segunda parte da prova realizada para este concurso público.

Porém depois de algum tempo o edital “mudou” e foi acrescentado um trecho onde dizia que a nota de corte seria contabilizada por meio das médias dos valores entre as provas 1 e 2. Isso revoltou os candidatos que foram até a justiça e depois de protocolarem reclamações, conseguiram manter a nota de corte como estava durante a primeira publicação do edital para aquela vaga no setor público. Portanto se você já viu a nota de corte no edital, pode ficar tranquila que ela será a mesma até o final.

Como calcular a nota de corte

Todo mundo tem muita ansiedade em saber logo quantos acertos possui, para fazer este cálculo existe uma regra simples. Dessa forma você vai conseguir saber a sua nota líquida, a maneira mais simples é somar o total de acertos que você teve e descontar os valores das questões que você errou.

Por exemplo numa prova com 100 questões, você acertou 65 questões, logo você acabou errando 35 questões. Para saber o valor líquido da sua nota você deve fazer uma conta simples, neste caso 65-35=30 sendo assim sua nota líquida será de 30 pontos.

Para você saber ou ter uma base se sua nota está suficiente para conseguir conquista a vaga do concurso público, o ideal é que você saiba mais ou menos quantos inscritos realizaram as provas. Além disso cada região tem uma maneira diferente de verificar a nota de corte.

O método mais simples para se ter uma base da nota mínima requerida e saber se você está dentro deste valor com a nota da sua prova, é por meio do número de inscritos. Um concurso muito requerido a média das notas mínimas para conseguir estar dentro dos classificados, fica entre 80 e 90 acertos líquidos. Já em concursos menos concorridos esse número pode variar entre 70 e 80 acertos líquidos.

Na hora de estudar muita gente acaba ficando meio indecisa sobre se inscrever ou não para concorrer a vagas públicas. Pois na hora em que precisa estudar os conteúdos muita gente acaba desistindo por entender que não vai conseguir atingir o valor mínimo para disputar determinada vaga. Porém existem alguns cálculos que podem ser feitos para você estudar partes mais importantes que vão compor a maioria do valor da sua nota.

A primeira maneira de se pensar na questão de acertos e erros, é tendo em mente que numa prova de 100 perguntas, você precisaria responder com certeza a pelo menos 75 questões, e no restante poderia chutar a respostas das outras 25 questões. Assim você chegaria a acertar mais ou menos 5 questões das 25 restantes, com isso chegaria a 80% de acerto.

Esse tipo de conta pode variar de acordo com o tanto de perguntas que você estiver em dúvidas. Isso serve apenas como uma maneira de te animar na hora de estudar para o concurso público, já que assim parece ser mais fácil chegar ao resultado que te permite classificar entre os escolhidos para a vaga.

Como saber os resultados

Existem também outros modos de calcular sua nota e saber mais ou menos sobre qual seria a nota de corte, alguns sites coletam as notas líquidas dos seus visitantes e conseguem tirar uma nota próxima a realidade. Nesses sites quanto mais notas, mais chances do resultado estar perto do real. Nos sites também você pode encontrar os resultados de concursos passados.

Além disso existe também a possibilidade de você achar as notas de cote de outros concursos em sites especializados em conteúdos para concursos públicos. Os locais onde saem as vagas disponíveis, também tem alguns concursos antigos que tem informações mais completas sobre o número inscritos, datas das provas, nota de corte os conteúdos a serem estudados entre outros.

 

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.